“Verba volant, scripta manent”

 

Trata-se de um provérbio,

com origem em latim,

pronunciadas por algum sábio,

que traduzidas ficam assim:

 

“Palavras faladas voam,

mas permanecem as escritas”!

Sem a pretensão de que as minhas ecoam,

mas cuidando, para que sejam benditas.

 

Não tenho com elas, tal intimidade,

melhor me expresso ao escrever.

Devo registrá-las com humildade,

para no futuro, se alguém as quiser ler.

 

Com modéstia, faço meus versos

e celebridade não almejo,

apenas os quero emersos,

transmitindo amor e paz, é o desejo!

 

Então, que estas jamais se percam

e, se possível, tragam felicidade.

Para que não pereçam,

as deixo na academia da imortalidade.

 

25/08/2017

 

Antônio de Pádua Elias de Sousa

 


 
Antônio de Pádua Views: 17

Código do texto: aa68aaac263d52abeb352bff8c2e1942                  Enviado por: Antônio de Pádua em 19/04/2018

Compartilhe este texto com seus amigos   
 
  
  

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

 
Ler Comentários [0]


 Escrever comentário

 
Sobre o autor
Antônio de Pádua
Formiga, MG, Brasil


 Ver mais textos deste autor