E nasce a vida...
Ainda primitiva ... virginal ...  
nascendo de mistérios,
porto seguro em dias de ventos gelados.
A emoção da vida dentro da vida é tão intensa, 
que a vida pulsa em profundo estado de agitação,
em alma, partículas, poros, ser ...
Alegrias divinais,
 penetram em agradecimentos íntimos a vida, 
que chega silenciosamente,
desbravando territórios ainda que desconhecidos.
O viver, são caminhos de entendimentos evolutivos diários, 
é alinhar-se em energias, é receber dos céus, 
mensagens positivas na força da gratidão.
Em intenso e raro momento de felicidade, 
retomo a consciência por alguns instantes,
livre de embaraços físicos, 
peço a Deus, 
a oportunidade de comunicar-me,
é o mais embriagador diálogo entre céu e terra.




- Helena Huback -

 
Helena Huback Views: 26

Código do texto: 9774ebb01dbbf29902d3d53d58001b9d                  Enviado por: Helena Huback em 13/01/2018

Compartilhe este texto com seus amigos   
 
  
  

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

 
Ler Comentários [0]


 Escrever comentário

 
Sobre a autora
Helena Huback
Nova Friburgo, RJ, Brasil


 Ver mais textos desta autora