Fim de Ano
Manoel Virgílio

Em cada fim de ano, uma sensação,
de que há em nosso tempo uma parada.
É hora de fazer a avaliação
das coisas que queremos acertadas.

Dos planos que fizemos, não cumpridos,
promessas que a nós, mesmos, prometemos.
Dos erros que não foram corrigidos,
que amigos, esquecidos, procuremos.

De tudo que deixamos sempre em falta,
depois de cada coisa avaliada;
da ideia que, até hoje, está em pauta
e, enfim, a consciência aliviada.

Começa um Ano Novo, a alegria,
os fogos, a champanhe… a tudo adiam!


 
Manoel Virgílio Views: 89

Código do texto: 7aa36f756b2301cf41aee08bb119e6c6                  Enviado por: Manoel Virgílio em 30/12/2017

Compartilhe este texto com seus amigos   
 
  
  

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

 
Ler Comentários [0]


 Escrever comentário

 
Sobre o autor
Manoel Virgílio
Rio de Janeiro, RJ, Brasil


 Ver mais textos deste autor