O Amor e a Primavera

Manoel Virgílio


Vão duas borboletas pelos ares

voando e se beijando em seus vagares.

O amor existe em toda a natureza,

nos mostra a primavera, com certeza.


Se amam os animais e isto é belo,

humanos muito amam, com anelo.

E sentem os poetas muito amor,

em toda a natureza, em cada flor.


Nas aves, pelos ares, em gorjeios

nos ninhos de filhotes, todos cheios.

Na flores dos jardins, cheios de cores,

também em todos mares, sempre, amores.


E traz a primavera exuberância,

amores sobre a Terra em abundância.


 
Manoel Virgílio Views: 52

Código do texto: 3379f17508206d05ad6180b0dbd40e28                  Enviado por: Manoel Virgílio em 09/12/2017

Compartilhe este texto com seus amigos   
 
  
  

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

 
Ler Comentários [0]


 Escrever comentário

 
Sobre o autor
Manoel Virgílio
Rio de Janeiro, RJ, Brasil


 Ver mais textos deste autor