Relatório

( De Um Alienígena )       


Tão terrível quanto o homem,

só a mulher.

Tão cruel quanto a mulher,

só o homem. 


Suas trocas de baixezas,

iniciadas

lá no Jardim do Éden,

irão até o fim dos tempos. 


Peças e dons que um não tem,

o outro os tem,

e na busca de se equiparem

saqueiam-se um ao outro

em nome de algo maior. 


Mesmo assim,

o que ambos adoram mesmo

é brincarem de se amar. 


O dia em que ambos descobrirem 

que um é o outro —

ficarão, no mínimo, sem graça...

..............................................................


À porta da Caverna,

dentro e fora de suas máquinas,

o homem e a mulher

sonham com os escalpos

de um novo dia.

LA 


 


 



 
Laerte Antônio Views: 66

Código do texto: d3ed97f68e3f85b067db7e2ad4a3d60f                  Enviado por: Laerte Antônio em 28/10/2017

Compartilhe este texto com seus amigos   
 
  
  

Copyright © 2017 Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

 
Ler Comentários [0]


 Escrever comentário

 
Sobre o autor
Laerte Antônio
Casa Branca, SP, Brasil


 Ver mais textos deste autor