Resultado de imagem para bomba atômica

OS “NOVOS DONOS” DO MUNDO

Ary Franco (O Poeta Descalço)


                Os atuais “donos” do Mundo estão com a faca entre os dentes, prontos para iniciarem a 3ֺª Guerra Mundial. Ao invés de Hitler, Mussolini e Hiroito (Alemanha, Itália e Japão, respectivamente) temos agora Donald Trump, Putin e Xi Jinping (EEUU, Rússia e China, respectivamente). Sem deixar de citar o ditador da Coreia do Norte – Kim Jong-um – que não cansa de fazer desafiadores testes nucleares, “aprimorando”, cada vez mais, o poder destruidor de seus mais recentes “brinquedinhos”.

         No simples apertar de botões, mísseis nucleares de efeitos devastadores, com alcances intercontinentais,  serão disparados em direção a seus desafetos. Uma vez a caminho de seus alvos, alguns serão detectados pelos “destinatários” e interceptados sobre solos de nações neutras. Uma vez suas ogivas atingidas, explodirão e destilarão uma chuva meteórica de matéria radioativa que tornarão inabitáveis por décadas as áreas afetadas. Milhões de inocentes morrerão. Entre esse fogo cruzado estaremos nós, sofrendo as consequências da insanidade mental daqueles que se encarregarão de fazer a Humanidade regredir à idade da pedra.

         Não teremos mais heróis de batalhas, como tivemos na 2ª guerra mundial. Cito como exemplo nossos gloriosos pracinhas da FEB (Força Expedicionária Brasileira), sob o comando do General Mascarenhas de Morais, que depois de três meses de renhida luta e sítio, tomaram dos alemães a fortaleza de Monte Castelo, feito até hoje que nos orgulha, mas fadado a ser esquecido pelas (eventuais) futuras gerações que somente saberão disso em alguns livros e virarão a página, sem darem o merecido valor.

         No fraco entender deste confesso néscio, longe estamos de esperar que apertos de mãos e pactos de paz sejam firmados entre os ímpios e que o inevitável não venha a ocorrer. E digo mais: pela marcha acelerada e o rumo dos acontecimentos, isso ocorrerá em curto prazo (o estopim é curto e está aceso). Trump já fez uma declaração pública de que o aquecimento global não existe: que é uma invenção dos chineses na tentativa de brecar o “desenvolvimento” dos EEUU.

         Uma coisa é certa: nesse entrevero de proporções gigantescas, não haverá vencedores. Apenas sobreviverão os justos e puros que, no soçobro dos escombros, soerguerão uma nova Humanidade reconduzida por Deus ao caminho que nos foi mostrado por nosso Irmão Maior Jesus Cristo, quando de sua passagem por nós há 2017 anos.

Resultado de imagem para bomba atômica

         O que contribuiu para que eu escrevesse esta pequena e pessimista crônica foi à conclusão a que cheguei após meditar sobre o fato inconteste de que o nosso Mundo já está se acabando, pouco a pouco em fatos cotidianos e isolados (a varejo). Não falta mais nada acontecer de repulsivo que já não tenha acontecido (pai estuprando a própria filha, matricídios, fraticídios, filicídios, genocídios cometidos em massa por fanáticos religiosos e outras barbáries). Daí, cansei de dizer-me “É o fim do mundo”.

         Estamos mergulhados na cobiça, inveja, vaidade, desprezo pelo próximo, falta de humildade, querer ter mais e mais sem preocupar-nos em ser. A honestidade, solidariedade, piedade, bondade, humildade, caridade... passaram a ser virtudes e não dons inatos dados a nós por Nosso Deus Criador. Perdidos à deriva no livre arbítrio que nos é conferido, afastamo-nos tanto dos exemplos e ensinamentos deixados por Jesus Cristo, que  chegamos numa altura do caminho donde não temos mais como retornar. Tudo terá que acabar para um recomeço!

         Encerrando, peço o favor da opinião daqueles poucos que me leem. Que me corrijam, que digam que estou demente, que nada disso ocorrerá, que não corremos risco algum e

“QUE ESTOU ERRADO!”



 
Ary Franco (O Poeta Descalço) Views: 217

Código do texto: 28c43166513070a6b54b5ceaf323e867                  Enviado por: Ary Franco (O Poeta Descalço) em 12/01/2017

Compartilhe este texto com seus amigos   
 
  
  

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

 
Ler Comentários [0]


 Escrever comentário

 
Sobre o autor
Ary Franco (O Poeta Descalço)
Miguel Pereira, RJ, Brasil


 Ver mais textos deste autor