Sem ferir teu jovem ouvido

Suave seja a minha voz

Porta aberta a um elogio

Bravo chega o rio na foz

 

Que sejam como um vento brando

Tão brando que apenas te aqueça

No fim do dia, aves em bando

Tua ideia se estabeleça

 

Como no inverno sopra a brisa

Que os receba como a uma dádiva

Certo que a lembrança a eterniza

 

Pois, corajosa mansidão

Intenta o medo que escraviza

Sem alterar tua opinião


 
Gerson Gomes Views: 1384

Código do texto: ad5943cc835a6a4515b0e2f07ee6095b                  Enviado por: Gerson Gomes em 17/12/2012

Compartilhe este texto com seus amigos   
 
  
  

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

 
Ler Comentários [1]


 Escrever comentário

 
Sobre o autor
Gerson Gomes
Cuiabá, MT, Brasil


 Ver mais textos deste autor