Epifanía
Efigênia  Coutinho (Mallemont)
 
O teu mistério está escondido:
Quem poderá sondá-lo?
Tão profundamente, tão profundamente
Quem poderá encontrá-lo?
 
Tu, caminhas em teu horto, com
Passos de prata, como se o sol te
Limitasse, sem contudo copiar
O movimento do teu brilhante rasto!
 
Por tua originalidade preservada
Num rasgão luminoso no acetileno
celeste Vai ao teu encontro,
algures em meio dum lindo sonho.
 
Se te roubam o sonho, por vezes...
De novo te o devolvem.E regressas
ao amor num sonho acordado para
fundir a tua verdadeira semente…
 
2004 - Balneáriu Camboriú


 
Efigenia Coutinho Views: 783

Código do texto: 1a17ce355641129bf7ce5b6d8690ad88                  Enviado por: Efigenia Coutinho em 24/07/2015

Compartilhe este texto com seus amigos   
 
  
  

Copyright © 2017 Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

 
Ler Comentários [0]


 Escrever comentário

 
Sobre a autora
Efigenia Coutinho
Balneário Camboriú, SC, Brasil


 Ver mais textos desta autora