TROVA EM GLOSA 69

Mote.

Se longe de ti me vejo,

Crê nisto, amor, não te minto,

Que seja na terra ou no mar,

Sempre ao pé de ti me sinto!

(Quadra de José Ozório

Velho poeta Santareno)

 GLOSA

Esta vida é uma anarquia,

Assim sozinho neste desejo,

Sinto uma grande melancolia,

Se longe de ti me vejo!

 

Contigo penso no futuro,

Meu amor é como o pinto,

Já te disse: Amo-te, juro

Crê nisto, amor, não te minto!

 

Se me queres, este é meu fim

Minha vida, tens que confiar,

Amar-te será sempre assim,

Que seja na terra ou no mar!

 

Pra ti não é não,novidade,

Sabem que meu amor é, distinto

Pra te fala com verdade,

Sempre ao pé de ti me sinto!

 


 
Nelfoncar Views: 246

Código do texto: 52cb4dcf94b74807895d5a22c02f8956                  Enviado por: Nelfoncar em 29/08/2016

Compartilhe este texto com seus amigos   
 
  
  

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

 
Ler Comentários [0]


 Escrever comentário

 
Sobre o autor
Nelfoncar
amora Portugal, EX, Portugual


 Ver mais textos deste autor