Hoje fiquei assim tão tristonha
esperando um teu sinal
qualquer coisa que fosse:
um email, uma flor,
um telefonema,
um bilhete com um beijo ao final.
Esperei a manhã inteira,
sem falar que a noite passei em claro,
sempre com essa dorzinha certeira
que me põe nessa tristeza sem igual.
Na tarde distraída,
uma lágrima escondida
teve a bondade de aparecer
e deixou-me a face dividida
com o gosto de açúcar e de sal.
Que faço agora, meu lindo,
Se já não sei mais viver
sem o teu olhar cuidadoso?
O que estou sentindo
é desproporcional.
Espero receber ainda hoje
um bilhete teu bem carinhoso.
Põe teu nome com cuidado,
assina com um beijo
e manda pelo correio virtual.
Ah, mas não te esqueças:
quero este recado,
ainda hoje,
com teu grande amor selado.
E se não for te pedir muito,
quero que ponhas junto dele,
um pouquinho
do teu perfume sem igual...
Este poema irá,
para sempre,
ficar todinho perfumado
e tua bênção me livrará de todo o mal.
odeteronchibaltazar

 
odeteronchibaltazar Views: 1492

Código do texto: ee878cdc4d8537e0bfe0eef0e7710394                  Enviado por: odeteronchibaltazar em 12/09/2012

Compartilhe este texto com seus amigos   
 
  
  

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

 
Ler Comentários [2]


 Escrever comentário

 
Sobre a autora
odeteronchibaltazar
Florianopolis, SC, Brasil


 Ver mais textos desta autora