Olho,
desvio,
olho de novo,
tento não ver.
Não adianta!
Estás aqui
na minha frente...
Chega a doer.
Doce delito
que me impulsiona a viver.
 
odete ronchi baltazar

 
odeteronchibaltazar Views: 1523

Código do texto: 8571c2d95b66cf54921805c4e15be02d                  Enviado por: odeteronchibaltazar em 16/09/2012

Compartilhe este texto com seus amigos   
 
  
  

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

 
Ler Comentários [0]


 Escrever comentário

 
Sobre a autora
odeteronchibaltazar
Florianopolis, SC, Brasil


 Ver mais textos desta autora