Caminhou em paz o janeiro agora vem o agosto.
Seu aniversário... caminhas sempre a minha frente.
Não tão distante, mas como determinou o Tempo.
Moço folgado esse Sr Tempo, passa sem passar.
Estive lá para observar, as marcas do seu rosto.
Tatuagens feitas pelo Tempo. Olho para as minhas tatuagens.
Nem percebemos ou escolhemos seus desenhos.
Devagar foi trabalhando o Sr Tempo...
Adormecidos pelos sons da sinfonia do cotidiano,
nem percebemos a metamorfose ocorrendo.
Décadas foram transformando nossos corpos.
Nossa voz ao tomar decisões, por vezes desconhecemos...
Aqui na beirada do abismo das nossas escolhas
atrevo-me a contemplar.
Enxergo seus olhos dançando no olhar que nunca esquecerei, porque esse é somente meu.
Atrevo-me dançar com você nesse salão do coração, com todas as luzes acesas. Somente nós dois nesse salão...viajando na recordação.
Seu aniversário... mais eu que gostaria de receber o presente.Egoísta como sempre.
Quem sabe esse presente um dia chegue... talvez trazido por um cometa...
Devo pedir perdão ao Sr Tempo,senti e escrevi,enviei.
Da minha saudade para a sua realidade:
FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

 
Su Aquino Views: 1296

Código do texto: 80e75427e2c8ebc6c0d87faedc6d8cdf                  Enviado por: Su Aquino em 17/11/2012

Compartilhe este texto com seus amigos   
 
  
  

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

 
Ler Comentários [0]


 Escrever comentário

 
Sobre a autora
Su Aquino
cuiabá, MT, Brasil


 Ver mais textos desta autora