TROVAS NOVAS  118

 

Nada vale, é evidente

As desculpas d’uma traição,

A mulher logo sente,

Que a bom porto não chega, não!

 

A santa escritura diz:

--Ama sempre teu semelhante…

Mas esqueceu que o juiz,

Tem que castigar bastante!

 

Isto na vida pra triunfar,

Há bons meios até devotos,

Se queres asinha chegar,

Faz como fazem esses marotos!

 

Quando Deus a todos ofertou,

Uma mulher boa, companheira,

Foi sim, coisa boa pensou,

Mas o pecado mora a beira!

 

O que é um beijo, tão lindo?

--Não sabes? És muito azemel…

--São quatro lábios sorrindo

Dois seres n’um laço de mel!


 
Nelfoncar Views: 255

Código do texto: 763c08cf5a40114b33a03dfcfea4df2c                  Enviado por: Nelfoncar em 17/08/2016

Compartilhe este texto com seus amigos   
 
  
  

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

 
Ler Comentários [0]


 Escrever comentário

 
Sobre o autor
Nelfoncar
amora Portugal, EX, Portugual


 Ver mais textos deste autor