Mestre Jesus, foste crucificado 

por homens semelhantes a fera,
 
mas perdoa este povo desalmado
 
que ainda habita a nossa esfera.
 
Escuta o apelo desesperado
 
de gente que apela sem saber,
 
porque não sabe que comete pecado
 
e nem sabe o pecado, reconhecer.
 
Não sabemos o que fazemos,
 
mas tu soubeste disso prontamente,
 
quando rogaste a Teu Pai por nós,
 
pedindo-lhe que fosse clemente.
 
O tempo passou e aqui estamos
 
cometendo os erros do passado.
 
A cada dia, mais uma vez te flagelamos,
 
não merecemos o perdão que nos foi dado.
 
*****
 
RJ,20/03/13
(não aceito duetos, por favor)

 
Cibele Carvalho Views: 1812

Código do texto: 9f1719c96ef09319f0a62b6686c9918f                  Enviado por: Cibele Carvalho em 25/03/2013

Compartilhe este texto com seus amigos   
 
  
  

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

 
Ler Comentários [1]


 Escrever comentário

 
Sobre a autora
Cibele Carvalho
RIO DE JANEIRO, RJ, Brasil


 Ver mais textos desta autora