ZzCouto POETA DOS OLHOS DE ÁGUA
(Virgílio Roque)
Zarpando no belo atlântico oceano,
Zeloso encanto encontro de humano,
Como sendo cantos de uma sereia,
Ouço poemas contendo belos temas,
Um a um deslizando como cachoeira,
Tendo como final telas de cinemas,
Onde vemos muito da cultura Brasileira,
 
Poetas e trovadores acabo por encontrar,
Onde vós amiga acabais por vos destacar,
Entre sonetos e outras formas de expressar,
Tendo a finalidade de sempre nos agradar,
Ao ler vossos trabalhos, levam-nos a sonhar,
 
De que mão inspiradora poderiam brotar….
Onde tanto conteúdo pode despoletar….
Sempre conseguindo à sociedade deliciar?
 
Os vosso olhos cor de água a deslizar,
Levam-me a sobre vós me inspirar,
Homem sendo, algo mais devo dizer,
Ou muito mal acabaria por parecer,
Sobre vós mesma nada escrever…
 
Devo com sinceridade expressar,
E sinceramente também destacar,
 
A dificuldade que para tal encontrei…
Grandes atributos tendes, que nem sei,
Uma maneira de algo, sobre tal escrever,
Agradeço, vossa amizade poder merecer.

      
              Virgílio Roque 06 de Agosto de 2015
Arte e formatação: Jô Abreu

Música: Pedro Barroso - Menina dos Olhos de Água

 
 
 
 
 
 
 
 



 
ZzCouto Views: 785

Código do texto: cffdefa0a88574a320c70c789e9a2998                  Enviado por: ZzCouto em 23/08/2015

Compartilhe este texto com seus amigos   
 
  
  

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

 
Ler Comentários [0]


 Escrever comentário

 
Sobre a autora
ZzCouto
Niterói, RJ, Brasil


 Ver mais textos desta autora